Professor de universidade do Pará é interrogado por PMs após abordar tema das fake news em aula

UEPA (Foto: Reprodução)

Enquanto ministrava uma aula sobre fake news no curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual do Pará (UEPA), o professor Mário Brasil teve sua aula invadida pela PM. O caso foi relatado em nota pública do Sindicato dos Docentes da UEPA.

“O professor Mário Brasil relatou que, durante uma de suas aulas, ao solicitar aos alunos que fotografavam seus slides, falou, em tom de brincadeira, que os mesmos não fizessem Fake News com aquelas imagens. Por isso, uma das alunas se ofendeu, entendendo como indireta à sua pessoa e se retirou da sala. Posteriormente, o pai da referida aluna entrou na universidade acompanhado de policiais que abordaram o docente inquirindo-o e coagindo-o a se deslocar à delegacia para prestar esclarecimentos. O professor sabiamente se recusou e informou que somente compareceria acompanhado do seu sindicato e advogados e buscou o diálogo entre os presentes. Neste momento, os policiais desistiram da ação”, diz o sindicato.

Confira a nota íntegra:

NOTA DE REPÚDIO CONTRA A AÇÃO POLICIAL NA UEPAA Seção Sindical dos Docentes da UEPA – SINDUEPA/ANDES-SN vem a público…

Posted by Sinduepa on Thursday, October 25, 2018

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!