Publicitário bolsonarista diz que não vai pra Secom

Influenciador bolsonarista diz agora que não vai assumir diretoria da Secom: “meu nome foi apenas um dos sondados”. Foto: Reprodução/Instagram

Luiz Galeazzo, publicitário e influenciador bolsonarista indicado para a diretoria de canais digitais da Secom, afirmou no Instagram nesta sexta (7) para um jornalista do Estadão que não assumirá o cargo.

Meu nome foi apenas um de muitos sondados para o cargo. Mas no final não rolou. Para mim não valeria a pena, tanto financeiramente quanto pela mudança de cidade, estilo de vida, etc.

Ao ser indicado para o cargo na Secom chefiada por Fabio Wajngarten, Luiz foi exposto na internet por ataques machistas que fez e imagens de um ménage à trois com duas garotas foram vazadas pelo deputado Alexandre Frota. Uma das mulheres, Rafa Artner, expôs hoje que o publicitário divulgou essas e outras imagens íntimas sem o seu consentimento.

A informação dada por Luiz Galeazzo de que ele não assumirá mais o posto na Secom foi publicada no Instagram depois do mal-estar que ocorreu no Planalto com sua indicação, o que fez Jair Bolsonaro reavaliar a decisão, e o vazamento de novas informações feito por uma das mulheres da foto.

Um dia antes, Luiz postou no Instagram que estava pronto para ir até Brasília. Hoje o comentário foi apagado.

Luiz Galeazzo chegou a postar que iria para Brasília. Depois apagou. Foto: Reprodução/Instagram

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!