Quando os brasileiros acordarão? Por Luiz Carlos Bresser-Pereira

Bresser, um intelectual do desenvolvimentismo.

Publicado originalmente na fanpage do autor no Facebook

POR LUIZ CARLOS BRESSER-PEREIRA, economista e ex-ministro dos governos FHC e Sarney

O Brasil vendeu a sua alma ao diabo em nome do combate da corrupção. Primeiro foi a Operação Lava Jato, depois foi o impeachment, agora é a eleição de Jair Bolsonaro. Em cada um desses episódios, o prêmio seria a utopia de um país definitivamente moralizado; o preço foi aceitar a violência contra os direitos civis, foi o desrespeito aos direitos sagrados dos cidadãos. De repente todos foram transformados em bandidos, todos passaram a ser vistos como desonestos ou suspeitos de desonestidade – os políticos, os empresários, os servidores públicos.

O último episódio dessa violência crescente foi a Polícia Federal incriminar publicamente os ex-dirigentes da empresa Brazilian Foods inclusive o ex-presidente do seu Conselho de Administração, Abílio Diniz, porque ao romper o escândalo da operação Carne Fraca, o empresário que estava no exterior escreveu aos diretores da empresa um e-mail pedindo informações e querendo saber como o problema chegara à imprensa. Ao fazer isto, a Polícia Federal suspeitou que ele “estaria tentando acobertar o crime”. Ora, isto definitivamente não é razoável. Não se divulgam suspeitas sem provas. Não se ataca publicamente a honra das pessoas em nome de uma simples suspeita.

É dessa maneira que se desrespeitam os direitos civis das pessoas – direitos que estão protegidos pela Constituição. Isto começou pela Operação Lava Jato, tornou-se um fenômeno geral no triste episódio do impeachment, é agora está se consubstanciando na eleição de um politico que ameaça levar o Brasil à ditadura. Até onde irá a insanidade reinante? Quando, diante dessa escalada, os brasileiros acordarão do ódio e do ressentimento?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!