Quase 80 mil mortos por coronavírus e Pazuello ainda é aprovado por secretários. Por Moisés Mendes

Publicado originalmente no blog do autor

Está na Folha. Dos 27 secretários estaduais da Saúde, 17 aprovam o trabalho do general Eduardo Pazuello no combate à pandemia.

Deve ser por isso que o Brasil tem apenas 79 mil mortes e que as UTIs não têm mais vagas, medicamentos e profissionais de saúde.

Os secretários se declaram parceiros das omissões do governo. Mas gostam do general porque é cordial e aberto ao diálogo e às demandas.

Entre os titulares da Saúde que aprovam Pazuello está a secretaria do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann.

Os outros secretários são os de Alagoas, Ceará, Bahia, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Distrito Federal, Espírito Santo, São Paulo, Tocantins, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Goiás, Pará e Acre.

Imaginem se o ministro interino não tivesse todas essas virtudes e fosse indiferente às demandas de Estados que estão perto do colapso nas estruturas de saúde.

Enquanto isso, Bolsonaro toma vermífugo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!