Procura-se Sam Bacile, o diretor do filme que está causando revolta no Oriente Médio

A história por trás de Innocence of Muslims, o filme antimuçulmano que está causando protestos na Líbia, no Egito e outro países do Oriente Médio, vai ficando cada vez mais bizarra. Sam Bacile, o suposto diretor, ainda não foi encontrado – e pode ser que não exista. Seu nome nunca constou do IMDB, o maior banco de dados da indústria do cinema. Não tem endereço em Los Angeles. Também não há registros de pessoa com esse nome em Israel, como se supunha. Jeffrey Goldberg, correspondente da revista The Atlantic, conversou com um produtor da fita, Steve Klein (que, apesar do nome, não é judeu). Klein se define como “ativista cristão militante” e tem como principal ocupação “vender seguro residencial”. É um tipo estranho, com um bigode branco e longo que o deixa parecido com uma morsa. “Eu não sei muito sobre ele”, disse. “Eu o encontrei e falei com ele por uma hora. Ele não é israelense e o Estado de Israel não está por trás disso. É um pseudônimo. Todos esses caras do Oriente Médio com quem eu trabalho usam pseudônimos”.

Klein, o produtor "ativista cristão": "Bacile não é judeu e esse nome é pseudônimo"

Os atores se dizem trapaceados. O roteiro tinha como título Desert Warrior (Guerreiro do Deserto). Não sabiam que o personagem central era Maomé e que este seria retratado de maneira ofensiva. Num comunicado, afirmam que o projeto trataria da vida de um egípcio há 2 mil anos. Percebe-se no trailer que alguns trechos ofensivos ao Islã foram dublados posteriormente. O custo divulgado da produção, 5 milhões de dólares, também foi posto em xeque: uma coisa de tão baixo nível, com atores atuando sobre um fundo de cromaqui primário, parecido com um programa da TV Gazeta, não vale isso.

Cindy Lee Garcia, atriz que tem um pequeno papel como a mãe de uma menina cuja mão é oferecida ao Profeta, deu uma entrevista em que se dizia enojada com o que estava acontecendo. “Não tinha nada a ver com religião”, disse. Durante os seus três dias de filmagem, Cindy conta que Bacile, ou seja lá qual for seu nome, se declarou um milionário egípcio do setor imobiliário. Tinha cabelos brancos e falava árabe com um grande número de homens que circulavam pelo set. “Ele era muito gentil. Ficava sentado lá pedindo que certas coisas fossem feitas”.

Protesto na Tunísia

Cindy pretende processar Bacile. Temendo represálias, os oitenta membros da equipe soltaram um comunicado oficial. “Nós rejeitamos 100% o teor do filme e fomos brutalmente ludibriados com relação a suas intenções e propostas. Nós estamos chocados com as mudanças drásticas no roteiro e as mentiras ditas a todos os envolvidos. Estamos profundamente entristecidos com as tragédias que ocorreram”.

Eis a convocação original para procurar os atores, postada em julho do ano passado no site craigslist:

NOW CASTING  ACTORS for “DESERT WARRIOR.” Director Alan Roberts.
Historical desert drama set in Middle East. Indie Feature film shoots 18 days in L.A. in August. Studio and backlot locations.

Male Roles: DR. MATTHEW (Lead): Middle Eastern Pharmacist, 40-50, intelligent, family man; GEORGE (Lead); 40-50, Middle Eastern warrior leader, romantic, charismatic; YOUNG GEORGE (featured) 18-22; PRIEST (featured): 60-70, bearded; ABDO (featured), 60-70, Elder tribe leader; ISRAELI MEN 30-50 (featured); WARRIORS (featured) 18-50, Various Middle Eastern types, bearded.

Female Roles: CONDALISA (featured) 40, attractive, successful, strong willed; HILLARY (featured) 18 but must look younger, petite; innocent; YOUSTINA (featured) 16-18, Daughter of doctor; MIDDLE EASTERN WOMEN (Various Featured Roles) 18-40, attractive, exotic; OLDER WOMAN (featured) 60-70, feisty.

Please place Role desired in SUBJECT: line of email.

Require phone contact for immediate interview in Beverly/LaCienega area.

 

Cena do filme: os atores soltaram comunicado se dizendo enganados pelos realizadores

A caçada a Bacile foi dar em um cristão copta californiano acusado de crimes financeiros que admitiu ter fornecido apoio logístico para a produção.(Copts significa egípcio. É uma das igrejas orientais mais antigas do mundo, estabelecida por São Marcos no século I). Nakoula Basseley Nakoula, de 55 anos, contou para a Associated Press que era gerente da empresa que produziu Innocence of Muslims, mas negou ser o diretor. De acordo com a polícia, Nakoula já atendeu por nomes como Nicola Baciy, Erwin Salameh, entre outros.

Para os fãs de teorias conspiratórias, ainda há um elemento especial: Sam Bacile é um anagrama de “Cabal is Me”. Cabala, além de ser a doutrina do misticismo judaico, significa também conspiração, confusão, tormenta.

Seja quem for este sujeito, deve estar com medo – ou diabolicamente satisfeito, em seu esconderijo, com o rastro de tragédia que seu filme irresponsável e vagabundo está gerando e ainda vai gerar pelo mundo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!