Quem está alimentando os corvos que atacaram o repórter do CQC?

Guga mostrou caráter
Guga mostrou caráter

Primeiro: toda a solidariedade do DCM ao jornalista do CQC agredido verbalmente por extremistas de direita num protesto contra Dilma.

Aconteceu uma coisa parecida em outro protesto com um repórter do DCM, Pedro Zambarda de Araújo.

Assisti ao vídeo.

Fiquei admirado com a atitude do jornalista.  Foi minha primeira surpresa. Soube se comportar. Foi altivo num ambiente de alto risco. Poderia ter apanhado. Dado ódio dos manifestantes, poderia ter sido linchado.

Minha segunda surpresa foi ao saber que se tratava do filho de Ricardo Noblat, Guga Noblat.

Havia uma ironia ali. Guga foi chamado repetidas vezes de chapa-branca e de mídia vendida.

A ironia é que Noblat insistentemente chama sites fora das grandes empresas jornalísticas de chapa branca.

Guga recebeu, de maníacos, o mesmo insulto que o pai aplica a tantos sites.

Vou passar pelo absurdo que é de alguma forma associar o CQC ao PT. Algum tempo atrás, para lembrar apenas uma passagem, o CQC massacrou Genoino ao vivo com um expediente vergonhoso. Usou uma criança como isca para tripudiar sobre ele.

Marcelo Tas, que só agora vai deixando o comando do CQC, é sabidamente um dos homens mais reacionários da tevê brasileira.

“Mídia vendida?”

A direita brasileira enlouqueceu.

Ao comentar o vídeo, que viralizou nas redes sociais, várias pessoas lembraram de um filme do diretor espanhol Carlos Saura, Cria Cuervos.

Essencialmente: você alimenta corvos e corre o risco de que eles comam seus olhos.

Ricardo Noblat pertence a um mundo que vem, desde que o PT ascendeu ao poder, criando corvos, como este que ameaçou o jovem Guga.

É o mundo das grandes empresas jornalísticas.

Veja como Jabor se refere ao PT e aos petistas em todas as mídias da Globo – tevê, rádio, jornal, internet.

Os petistas são bolcheviques prestes a instaurar uma ditadura estalinista no país, conforme Jabor.

Como ele, tantos outros fazem a mesma pregação de ódio e ignorância: Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino, Augusto Nunes, Ricardo Setti, Rachel Sheherazade, Merval Pereira, Pondé, Mainardi etc.

Noblat pertence a este grupo.

É fácil e difícil a vida deles. Fácil porque têm ocupação garantida, desde que criem corvos. Difícil porque, se ousarem expressar opiniões diferentes daquelas pelas quais são pagos, são rapidamente descartados.

Barbara Gancia, por exemplo, começou a escrever coisas fora do habitual, e foi encostada pela Folha.

Sou pai, e sei como Noblat deve ter se sentido ao ver a violência a que Guga foi submetido.

Noblat teve sucesso na educação do filho valente, fica claro no vídeo.

Como pai, brilhou.

Mas como jornalista ele está ajudando a criar os corvos que poderiam vitimar seu filho.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!