Quem não adota medidas contra a Covid-19 é sociopata, mostra estudo

Fabiano Koich Miguel. Foto: Reprodução

Publicado originalmente no blog de Paulo Lopes 

Pessoas que resistem em adotar medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus — como uso de máscara e lavar as mãos com frequência — apresentam maiores possibilidades de serem sociopatas.

A conclusão é de um estudo feito por pesquisadores brasileiros publicado na revista internacional Personality and Individual Differences, sob o título: Compliance with containment measures to the Covid-19 pandemic over time: Do antisocial traits matter? Ou, em português, “Conformidade com as medidas de contenção da pandemia Covid-19 ao longo do tempo: as características anti-sociais importam?”

No Inventário da Personalidade a sociopatia é classificada com PID-5, que se associação a pessoas sem empatia e geralmente antissocial.

O estudo mostrou, também, que as pessoas mais preocupadas em não pegar o novo vírus e não contagiá-lo são as classificadas como ACME.

Essas pessoas estão mais atentas ao bem-estar social, colocando-se no lugar do outro, compreendendo seus sentimentos.

Os autores do estudo são Fabiano Koich Miguel, do Departamento de Psicologia e Psicanálise do Centro de Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL), e Lucas de Francisco Carvalho, da Universidade São Francisco (USF), de Campinas (SP).

Inicialmente, os pesquisadores submeteram dois questionários a 1.578 pessoas entre 18 e 73 anos para associá-los mais ao comportamento antissocial (PID-5) ou mais à empatia (ACME).

Um terceiro questionário se ateve ao comportamento das pessoas frente à pandemia.

Durante 15 semanas, no período de março a junho, as pessoas que concordaram em participar do estudo esponderam o total de 122 perguntas.

“As diferenças mais significativas entre os dois grupos [empáticos e sociopáticos] foi o nível de engajamento com as medidas de contenção de contenção do coronavírus”, diz Miguel.

“O grupo empatia respondeu o questionário mostrando maior preocupação em usar máscara, higienizar sempre as mãos, adotar isolamento social para evitar contágio.”

Já os sociopatas, marcados por transtornos antissociais, minimizaram as medidas para evitar o contágio do vírus e a gravidade da Covid-19.

Com informação do site Science Direct.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!