Realidade e ficção em torno do “aviso” para o filme “Praia do Futuro”

praia do futuro (avisado)

 

O filme “Praia do Futuro” está envolvido numa polêmica que, dependendo do ângulo que se olhe, é um drama, uma comédia ou os dois juntos.

Um professor de João Pessoa reclamou no Facebook que seu ingresso foi carimbado com a palavra “Avisado”. Seria um alerta para as cenas de sexo homossexual. (Wagner Moura faz o papel de Donato, um salva-vidas de Fortaleza que falha no salvamento de um alemão. Donato se envolve com o amigo dele e vai para Berlim, deixando para trás o irmão mais novo).

“Ainda questionei: ‘E daí?’. E o funcionário respondeu que o índice de saída de pessoas durante o filme estava grande, e por isso estavam avisando”, disse Iarlley Araújo.

O cinema respondeu que o carimbo era parte de uma política para notificar o usuário da obrigação de apresentar carteira de estudante e ter meia entrada.

Na sequencia, surgiram relatos em Aracaju sobre um gerente que teria sido “quase linchado” por consumidores que entraram para assistir o filme e saíram revoltados.

Os produtores de Praia do Futuro pegaram uma boa carona na história e criaram uma campanha nas redes sociais: “Discriminação, intolerância, preconceito e ódio são coisas que devem ficar no passado. Faça parte da nossa campanha: tire uma foto com a hashtag #‎HomofobiaNãoÉANossaPraia e mande para nós. Pode ser através da nossa inbox ou você pode publicar no seu Instagram e Twitter usando a mesma hashtag. Todas as fotos serão publicadas na página oficial de PRAIA DO FUTURO no Facebook”.

Então há gente que, em maio de 2014, compra um ingresso, uma pipoca e senta numa poltrona sem ter a mais remota do que vai ver na tela? Digamos que sim, por absurdo que pareça. E digamos que esse pessoal resolva descontar sua frustração em quem os atendeu.  

Diante disso, é natural que, daí em diante, o vendedor passe a dar um toque para o próximo maluco da fila. Isso não é homofobia.

E, se os produtores foram espertos ao faturar com seu protesto, quem merece um Oscar são os jovens que criaram páginas no Tumblr com “alertas” para diversos filmes.

Agora: se é verdade que há pessoas saindo do escurinho com tacapes depois de verificar que “Praia do Futuro” não era “Tropa de Elite 3”, temos mais uma prova de que o mais delirante exercício de ficção nunca superará a nossa realidade e o negócio é voltar para a Serra da Capivara e pintar sheherazades perseguindo bichos-preguiças nas paredes das cavernas.

 

tumblr

 

 

tumblr2

 

tumblr3

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!