Rede Record quebra acordo e tira jornalistas do SBT. Silvio Santos avisa que vai retaliar

Silvio Santos. Foto: Divulgação/SBT

Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, há quase 20 anos Record e SBT tinham um acordo de cavalheiros que foi selado verbalmente entre Silvio Santos e Edir Macedo.

O acordo era o seguinte: SBT e Record concordavam em nunca tirar profissionais televisivos com contratados ou com contrato em validade da concorrente.

O acordo foi feito mais de 20 anos atrás. Tudo começou quando Silvio Santos tirou Ratinho da Record (e pagou uma multa milionária por isso mais tarde).

Edir Macedo revidou e à época tentou tirar todo o elenco de “A Praça É Nossa do SBT”.

Não conseguiu, mas isso aproximou os dois donos de TV e eles decidiram fazer um acordo de cavalheiros. Esse acordo desde então já foi quebrado três vezes, e todas pela Record.

A primeira, quando tirou Gugu Liberato do SBT, em 2008; a segunda quando, na semana passada, a Record assediou e tirou do SBT Thiago Nolasco, o repórter responsável por seguir os passos do presidente Jair Bolsonaro.

Outro repórter, Marcelo Carrião, pediu demissão esta semana no SBT e afirmou que está indo para a Record. Procurada, a emissora da Barra Funda, no entanto, negou essa informação. Afirma que não contratou o repórter e nem sequer o abordou.

O pior, porém, segundo fontes ouvidas pela coluna no SBT ontem e hoje, a Record estaria ligando para outros repórteres e editores, chamando-os para conversar e até, supostamente, com ofertas prontas para alguns.

Um dos primeiros efeitos que esse tipo de assédio concorrente causa é inflacionar a folha de pagamentos do SBT. Porque a emissora muitas vezes acaba “cobrindo” a oferta que o profissional recebeu da concorrente.

Foi justamente o respeito a esse acordo mútuo que fez com que Silvio Santos não tivesse contratado Luiz Bacci no mês passado, que estava com o contrato vencendo.

A atitude da Record, porém, enfureceu toda a cúpula do SBT e Silvio já foi informado em suas férias, em Orlando, de tudo que está acontecendo.

A ordem de Silvio veio dos EUA: é para retaliar, fim do acordo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!