‘Regina Duarte segue na direção oposta à de meu pai, artista irmão do povo’, diz filho de Plínio Marcos

Publicado originalmente no Instagram de Leo Lama

Recentemente a secretária da Cultura de Bolsonaro publicou uma foto do meu pai em seu instagram. Algo que muito envergonha a mim e meus irmãos, herdeiros da obra do grande dramaturgo. O que uma pessoa que está em uma secretaria que não valoriza nossa arte, que não teve a decência de escrever uma nota pública sobre as recentes mortes de artistas importantes de nosso país, quer com um artista irmão do povo, respeitado pelos companheiros de vocação, admirado por muitos e igualmente desprezado pelas políticas desse governo?

Bolsonaro não sabe quem é Plínio Marcos e se soubesse jamais o aprovaria, como também não é aprovado por nenhum artista com um mínimo de dignidade. Regina Duarte deveria saber que colocar uma foto do dramaturgo em sua rede social, sabendo quem ele foi, é desrespeitar sua imagem, é, mais uma vez, vilipendiar a cultura brasileira, como tem feito, e já não é de hoje. Profundamente vergonhoso para nós é também o fato de que a sede da Funarte em Brasília seja em um teatro cujo nome é Teatro Plínio Marcos (fundando em gestão anterior).

Lá Roberto Alvim e sua gangue fizeram reuniões pautadas nas ideias de Goebbels e o funcionário por ele nomeado para seu lugar, Dante Mantovani, conhecido por dizer que o Rock é coisa do diabo, é agora novamente empossado. Tendo sido demitido por ela, está de volta. (E foi demitido de novo no fim da tarde de hoje. Avacalhação total) Mais embaraço.

O que Regina ainda está fazendo nesse governo? Tendo demostrado, ao longo dos anos, ser uma pessoa inconsequente e ignorante, a “namoradinha de Bolsonaro”, vai manchando a sua honra a cada ato e devemos deixar claro que ela não representa nada do que admiramos, nada do que respeitamos e que está diametralmente oposta ao que Plinio Marcos representa. Façamos coro com aqueles que já estão comentando no post exigindo que ela tire a foto e ponha-se no seu lugar. Agradeço. Penso.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!