Rejeição a jogos narrados somente por mulheres mostra que futebol ainda é um esporte machista

Do Noticias da TV :

A iniciativa do Fox Sports 2 de apostar em uma transmissão completamente feminina para a Copa do Mundo da Rússia, apesar de louvável, não tem se traduzido em audiência. Segundo levantamento obtido pelo Notícias da TV, o canal é o menos visto entre os que estão transmitindo o Mundial. Fica atrás dos três Sportvs, do Fox Sports principal e até do Esporte Interativo, que não tem os direitos da competição.

Na última quarta (20), por exemplo, o Fox Sports 2 teve uma média de apenas 3.840 espectadores por minuto ao longo das 24 horas do dia no PNT (Painel Nacional de Televisão), que mede a audiência nas 15 principais regiões metropolitanas do Brasil. O Sportv foi visto por 205.508 pessoas, um índice 52 vezes maior.

Com homens dominando a cobertura, o Fox Sports 1 teve média de 59.580 espectadores por minuto, 14 vezes acima da audiência de sua versão feminina. Já os Sportv 2 e 3 registraram, respectivamente, 17.580 e 8.060 pessoas em média.

A ESPN, que não tem os direitos de transmissão do Mundial mas tem apostado em uma cobertura improvisada do evento, com profissionais que comentam em tempo real o que está acontecendo nos gramados russos, teve média de 2.910 espectadores por minuto. Só ficou à frente do Bandsports (1.390).

Os números da Kantar Ibope mostram que o público rejeitou a transmissão 100% feminina. Reiteram que o futebol ainda é um esporte machista. E não é apenas no Brasil. Na Inglaterra, por exemplo, o jogador John Terry publicou em seu Instagram que estava assistindo ao confronto de Portugal e Marrocos sem som para não precisar ouvir a locutora Vicki Sparks, responsável pela transmissão na BBC.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!