Rosângela Moro publica aviso fúnebre, mas não diz o nome do morto: seria Veja ou a farsa do herói?

Rosângela Moro publicou um aviso fúnebre em seu Instagram, seguido da frase “Veja isso”. Ela não diz o nome do morto, mas certamente não é o ex-herói, farsa que ajudou a construir com a finada página do Facebook “Eu MORO com ele”.

Faria sentido: o fim de uma fraude.

Mas o alvo de Rosângela parece ser a revista Veja.

No passado, ela já publicou imagem da Folha de S. Paulo embrulhando bananas.

Estava revoltada com a publicação da denúncia de Rodrigo Tacla Durán de que seu sócio e amigo Carlos Zucolotto Júnior tinha tentado extorquir dinheiro dele.

A lista de desafetos na imprensa  está aumentando.

Desta vez, Rosângela, em vez de bananas, tomou por empréstimo uma frase de Abraham Lincoln:

“O mundo muito pouco atentará, e muito pouco recordará o que aqui dissermos, mas não poderá jamais esquecer o que eles aqui fizeram.”

Profundo.

Os seguidores de Rosângela publicaram mensagens consoladoras.

“O Brasil está com vocês. Num deixa o Super Moro entristecer. Ele é o maior brasileiro de todos os tempos”, disse um.

“Cuide dele, por nós!”, se solidarizou outro.

“Aqui em casa, estamos com vocês! Muita força pra sua família”, disse um terceiro.

O tombo desse casal será grande.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!