Se Bolsonaro não odiasse a Globo, jornalistas seriam seus simpatizantes. Por Moisés Mendes

O dilema dos jornalistas da Globo

Se a Globo não fosse inimiga de Bolsonaro, muitos dos seus jornalistas-comentaristas seriam não necessariamente militantes, mas simpatizantes ou torcedores do bolsonarismo. Pelo histórico, pela índole reacionária, pela capacidade de cortejar o poder, desde que seja de direita.

Merval Pereira, Miriam Leitão, Gerson Camarotti, Cristiana Lobo, Eliane Catanhêde, Diogo Mainardi e outros da Globo e da GloboNews só atacam Bolsonaro com tanta fúria porque trabalham na empresa que tenta derrubar o sujeito e porque ele deseja destruí-la.

Porque eles são mesmo antiesquerdistas e anticomunistas. O jornalista padrão Globo é um tucano desamparado. A transição para o bolsonarismo seria normal, com o fim do lavajatismo, se não tivesse surgido o impasse da família de milicianos com a corporação.

Bolsonaro é um acidente na vida deles. Vale para outros, incluindo alguns do Rio Grande do Sul que sofrem por não conseguirem ser completa e abertamente bolsonaristas.

O bolsonarismo, no que tem como essência, lateja dentro deles. Mas eles não conseguem se libertar, porque a firma não deixa. Se deixasse, o bolsonarismo tomaria conta dos corações dessa gente.

O jornalista bolsonarista que não consegue dizer o que pensa é um sabujo atormentado. Ele gostaria de falar como falam os técnicos de futebol bolsonaristas, mas precisam se conter.

A pior situação é a do jornalista fofo, que carrega no peito um grito de direita sufocado pelas conveniências.

O jornalista bolsonarista que a Globo mantém sob controle é um ser torturado, que bate em Bolsonaro para agradar a chefia.

Alguns se libertam, como aconteceu com William Waack e Alexandre Garcia. Mas esses são a exceção.

O resto vive o dilema de não conseguir ser o que a própria Globo seria se não estivesse em guerra com Bolsonaro.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!