“Se Dino tivesse recebido a Dama do Tráfico, não haveria problema nenhum”, diz Kakay

Jurista fez sua análise no DCMTV

Atualizado em 20 de novembro de 2023 às 8:51
Kakay. Foto: Divulgação
Kakay. Foto: Divulgação

Um dos maiores advogados criminalistas do Brasil, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, fez uma avaliação do caso da “Dama do Tráfico” ao DCMTV.

Kakay escreveu o texto “Dino é alvo da ultradireita por suas qualidades” no DCM e teceu considerações sobre o governo Lula no episódio.

Confira os principais trechos.

Fake news, Flávio Dino e a “Dama do Tráfico”

Recebi uma fake news gravíssima em que o Dino abraça uma senhora que é uma comediante [Vi Álvares]. E ela fala que é sua fã. Vocês devem ter visto, porque isso rodou nas redes sociais.

O Dino não recebeu como os jornais disseram. Contaram uma mentira. E se o Dino tivesse recebido, do meu ponto de vista, não veria problema nenhum. Fizeram uma fake news dizendo que essa senhora que o Dino abraça, que é uma comediante, seria a mulher que é casada com esse presidiário.

Aí nós perdemos o limite. Tenho escrito muito sobre isso. É difícil para você lidar com quem não tem escrúpulo. Com quem não tem critério. Escrevi um artigo que saiu no portal IG sobre o Prêmio Nobel da Mentira.

Eles mentem deliberadamente como estratégia. Fazem como estratégia de manter o poder, por uma fake news.

Aconteceu uma coisa engraçada. Há muito tempo atrás, fui procurado pelo pessoal da Jovem Pan. Eles falaram: Olha nós queremos mudar, o Brasil está democrático e eles demitiram 15 jornalistas dos mais radicais.

Não fui eu quem pedi não. Não pediria demissão de ninguém. Não é o meu perfil.

Mas na Jovem Pan demitiram para conversar comigo e fui advogado deles para resolver determinada questão. E eu conversei com uma pessoa que tem um programa na Jovem Pan.

E falei para essa pessoa: Olha, vocês têm que fazer coisas proativas. Falei para pegar essa fake news do Dino e leva para o programa de vocês de maior audiência. Porque eles têm muita audiência que é a direita que está lá vendo.

E continuei: E diga que que isso é uma fake news, que é uma montagem contra o Dino. Eles toparam e me mandaram à noite.

Até mandei para o Flávio Dino. Eles ainda usam uma situação como essa de forma maldosa. Na minha avaliação, acho que a esquerda ficou acuada nesse episódio, acho que o governo ficou acuado.

O Lula não. O Lula saiu em defesa de uma forma muito clara. Fez um belo texto. Mas é bom que a gente discuta isso.

Um presidiário que está nesse sistema excepcional não pode ter um representante para ir até o governo? Para dizer que tudo não está funcionando?

Não existe visita íntima para muitos. É um flagelo não ter quem faça essa defesa.

“Prisão retira a liberdade, não os direitos humanos”

Nós temos uma lei de execução penal que, se ela fosse cumprida, nós teríamos resolvido boa parte dos dos problemas do sistema penitenciário. Porque a lei diz quais são os direitos dos presos.

As pessoas têm que entender que o cidadão quando é preso perde a liberdade, que para mim é o bem maior que existe. Às vezes maior do que a própria vida.

O Estado tem que proporcionar a ele todos os demais direitos inerentes à pessoa humana. Deve proporcionar a dignidade, por exemplo. 

A lei diz que você tem que ter métodos. Em cada sala da prisão não pode ter superlotação. Deve-se ter direito a remissão da pena através da leitura e de atividades específicas.

“8 de janeiro fez com que a direita se preocupasse com direitos humanos nos presídios”

Eu tenho uma frustração com os governos de esquerda.

Primeiro que o governo de esquerda, via de regra, é punitivista. A lei específica que criou para esses presídios federais é uma coisa extremamente rigorosa, desumana. A pessoa é tratada como animal e afastada de todos.

Essa lei veio na época do ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, que era humanista de primeira da linha. Claro que o Congresso votou e o governo de esquerda encampou isso.

Penso que o o Brasil sofre um problema crônico. Eu falo sobre isso há 40 anos. O problema no sistema penitenciário brasileiro.

Nada foi feito pela esquerda no poder. Nada! Sou um crítico do sistema penitenciário brasileiro desde quando eu me formei. Isso estava no meu discurso de formatura. Eu já tratava desse assunto.

No entanto, a direita sempre foi refratária, porque a direita tem essa história de que “bandido bom é bandido morto”.

A direita acha que nós lidamos com Direitos Humanos de uma forma inadequada.

E aí aconteceu uma coisa interessantíssima: em 8 de de janeiro de 2023, quando a extrema direita tentou dar um golpe de Estado e foram presos, alguma coisa mudou.

Mil e tantas pessoas foram presas naquele dia. Depois isso foi diminuindo e hoje ainda tem 200 e tantos, até onde sei, presos.

É impressionante. Com 10 dias de prisão desses ultradireitistas, boa parte fascista e golpista, eu comecei a receber telefonemas e mensagens e WhatsApp de pessoas dessa direita.

E diziam: Pois é, Kakay. Agora eu entendo um pouco o que você falou sobre o sistema penitenciário. Porque tem lá um parente meu que está preso e ele não tem acesso à comida boa.

Tudo aquilo que nós falamos durante anos e que eles não ouviam, eles começaram a sentir na pele. Até foi muito engraçado.

Com quatro dias me ligou uma pessoa conhecida e ela disse: a minha irmã está presa e está com dificuldade de carregar a bateria.

Perguntei: Qual bateria? A bateria do celular, ele me disse. E eu disse: você vai ligar ou eu vou ligar agora pro Ministro Flávio Dino para dizer que estão usando celular?

Nenhum dos meus clientes usam. É um choque de realidade para essa extrema direita que às vezes cai bem.

Há uma campanha orquestrada?

Há uma campanha e eles sustentam que o poder do Supremo Tribunal Federal ficou muito grande. Eu duvido que tenha aqui, nessa live, 10 pessoas que saibam a escalação da Seleção do Brasil.

No entanto, os 11 ministros Supremo hoje todo mundo conhece. Sabe quem é cada um deles.

As pessoas dão até palpite na vida pessoal deles. Então há uma campanha orquestrada.

Veja a live na íntegra.

Participe de nosso grupo no WhatsApp,clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram,clique neste link