Sem apoio de Bolsonaro, governadores lançam plano de reflorestamento da Amazônia

Reprodução

Originalmente publicado em O CAFÉZINHO

Nesta sexta-feira, 16, nove governadores de estados que fazem parte da região amazônica lançaram, sem o apoio do Governo Bolsonaro, um plano de recuperação verde e de combate às queimadas.

A iniciativa foi anunciada em Brasília sob a presidência do governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB). Também estava presente o governador Waldez Góes (PDT-AP) e representantes diplomáticos da Alemanha, Estados Unidos e França.

Um dos objetivos é conseguir R$1,5 bilhão em recursos para desenvolver a economia verde e sustentável que deve não contribuir somente no combate ao desmatamento, mas de beneficiar mais de 30 milhões de brasileiros que vivem nos estados cobertos pela Amazônia Legal. Esse montante será do setor privado, bancos de fomento e fundos de investimento.

A Leaf Coalition foi a primeira a fechar parceria. Na prática, a Leaf é um conjunto de empresas privadas e também dos governos dos Estados Unidos, Noruega e Reino Unido que devem contribuir para o desenvolvimento sustentável.

“Com o investimento do grupo, o Consórcio da Amazônia vai criar um sistema de mensuração de resultados nas políticas de preservação ambiental. A criação do sistema é o primeiro passo para os estados da região fazerem uso dos mecanismos de remuneração da preservação previstos no dispositivo 6 do Acordo de Paris sobre o clima”, diz o documento.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!