Site de extrema-direita espalha fake news sobre “intervenção da França na Amazônia”

As denúncias falsas tentam prejudicar, entre outros, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann. Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O site Notícias Agrícolas está difundindo uma mentira típica dos ataques das campanhas eleitorais da extrema-direita contra partidos e líderes da esquerda.

A “fake news” do momento aproveita a comoção em torno das queimadas para acusar parlamentares de assinarem manifesto que pede a “intervenção da França na Amazônia”.

O autor da acusação é o advogado Antônio Fernando Pinheiro Pedro, que acusa de “traição à Pátria” e pede a aplicação da Lei de Segurança Nacional contra parlamentares que assinam uma carta com críticas ao acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul e pede que o governo francês não ratifique o documento.

Não existe qualquer referência na carta sobre “intervenção” na Amazônia e a principal solicitação ao governo francês é que este “condicione o comércio entre nossos dois países à adoção de normas muito restritivas no campo da proteção ambiental e dos trabalhadores brasileiros”.

A carta foi publicada no jornal francês Libération no dia 27 de julho e foi assinada pela presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), pelos líderes do PT na Câmara e no Senado, Paulo Pimenta (PT-RS) e Humberto Costa (PT-PE), além do líder do PSol na Câmara, deputado Ivan Valente (PSol-SP), e dos seus colegas de bancada Glauber Braga (PSol-RJ) e Talíria Petrone (PSol-RJ), juntamente com os líderes do MST, João Pedro Stédile, e do MTST, Guilherme Boulos, e diversos integrantes do Parlamento Europeu e da Assembleia Nacional da França. Entre os signatários franceses está o deputado e líder do partido França Insubmissa, Jean-Luc Mélenchon.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!