Sites de apostas esportivas ajudam entidades assistenciais

Logo no início deste mês, a AGClub7 mais uma vez voltou seu foco para as redes sociais, reforçando a campanha AG Solidário, que continua em atividade e tem como intuito destinar uma parte da receita angariada com as apostas esportivas para três segmentos importantes da sociedade: esporte, cultura e saúde. O projeto social busca ajudar as causas e entidades sociais, e tem crescido segundo a companhia, conseguindo cumprir o objetivo para o qual foi criado: ajudar pessoas que têm mais necessidades. Por conta disso, a empresa divulgou um novo post da campanha, que reforça a importância em ajudar o próximo.

O ponto principal da publicação é o conceito de que a “solidariedade é horizontal: respeita a outra pessoa e aprende com o outro. A maioria de nós tem muito o que aprender com as outras pessoas. Por isso, juntos vamos nos empenhar em ampliar a qualidade de vida da sociedade”. Com esse pensamento, a companhia destina parte da sua receita para diversas entidades assistenciais.

Atualmente no Brasil, muitos dos apoiadores da regulamentação da jogatina (isso inclui bingos, cassinos, jogo do bicho, apostas esportivas, entre outros) defendem que o dinheiro arrecadado com os impostos ou concessões à prática seja destinado aos mesmos setores da sociedade que o projeto da AGClub7 tem ajudado a atender. E, mesmo saindo da ilegalidade ainda em 2018 após a aprovação de Lei 13.756, é preciso tomar cuidado com plataformas clandestinas – por conta disso, o site confiavel.com traz uma seleção das casas de apostas que atuam de forma idônea no país, ajudando os usuários a se prevenirem de fraudes.

Como o dinheiro angariado vem sendo distribuído

Na cultura, a AGClub7 tem buscado ajudar instituições que promovem uma melhora na educação e qualidade de vida das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade e/ou situações de risco, através de dinâmicas socioeducativas. Sendo que para alcançar um melhor resultado neste segmento da sociedade, a companhia fez uma parceria com a associação sem fins lucrativos Cores do Amanhã. Ela é composta por um grupo variado de educadores, partindo de artistas plásticos, artesãos, grafiteiros, músicos e outros artistas que se utilizam da arte para levar cultura e cidadania para o estado de Pernambuco, além de outras regiões adjacentes.

O projeto tem atendido crianças, jovens e famílias, sendo que o grupo tem focado suas atenções às mulheres e ao hip hop com o Grupo Cores Femininas, que realiza a formação, encontros e ações, reunindo mulheres tanto dentro quanto fora da cidade. Enquanto isso, a Escolinha de Futebol Meninos de Ouro, que fica instalada no bairro José Paulino, em Recife, foi a instituição selecionada para receber as doações geradas a partir das apostas. Atualmente, a entidade consegue atender 80 crianças com idades que variam dos seis aos quinze anos, contando com um bom espaço físico para implementar trabalhos que colaboram para que esses jovens desenvolvam sua habilidade e que possam no futuro se tornarem futebolistas profissionais. As escolinha tem utilizado as seguintes instalações para o seu projeto: Centro Recreativo Aloísio Chulapa, que conta com um campo society, uma quadra de vôlei de areia e uma piscina que está passando por reformas, e também o Centro de Treinamento do empresário Zeca do Grão de Ouro, que também é um apoiador desse projeto.

Já no segmento da saúde, a AGClub7 acabou escolhendo a unidade de Toritama (PE) da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) que foi fundada em 1954, no Rio de Janeiro. A instituição se caracteriza por ser um projeto social que visa promover a atenção integral às pessoas com deficiência intelectual e múltipla.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!