Suspeito de ameaçar matar deputada do PT é preso pela Polícia Civil

Publicado no Mais Goiás

A Polícia Civil identificou e prendeu o suspeito de proferir xingamentos e ameaças contra a deputada estadual Adriana Accorsi (PT). (Foto: reprodução)

Por Jessica Santos

A Polícia Civil identificou e prendeu o suspeito de proferir xingamentos e ameaças contra a deputada estadual Adriana Accorsi (PT) em uma rede social. O homem, que tem 27 anos e não teve o nome divulgado, é natural do Acre e foi detido no mencionado estado. Ele confessou o crime e afirmou que as mensagens foram enviadas do local em que mora.

A deputada e a família dela foram alvo de ameaças por um perfil falso no Instagram identificado como Hugo Rossi. Em uma delas, o perfil diz que “não existe policial esquerdista”, porque quem “defende bandido tem que morrer”.

Em outra, a pessoa afirma que a deputada “não tem treinamento tático” e que a família dela “é fácil de ser encontrada”. “Comunista já comprou caixão da Verônica e da Helena?”, pergunta o perfil falso, em referência às duas filhas da delegada.

Após tomar conhecimento do crime, a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) realizou diversas diligências e identificou o suposto autor, um morador da cidade de Sena Madureira, no interior do Acre.

Com apoio da Polícia Civil daquele estado, o suspeito foi ouvido e confessou o envio das mensagens. Durante o depoimento, ele disse que não imaginou que pudesse ser identificado.

As apurações apontaram, ainda, que o homem é envolvido em várias manifestações de ódio pela internet, em especial aquelas ligadas a opiniões políticas. Ele responderá pelo crime de ameaça.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!