Thammy não merece, nem por piada, ser comparado a Carlos Bolsonaro. Por Nathalí

Quanto menos um vereador trabalha, mais tempo lhe sobra pra dedicar a tretas no Twitter – o hobby predileto da família Bolsonaro .
É o caso de Carlos, o zero dois, que tem postado fotos de Thammy Miranda, o filho transexual de Gretchen, em suas próprias redes para tentar ridicularizá-lo diante de seus seguidores.
Tudo começou quando, na internet, a semelhança física entre Thammy e Carluxo  viralizou e virou meme.Enquanto Thammy – que deveria, ele sim, estar ofendido com uma comparação tão infeliz, ainda que enquanto piada – deu a Carluxo a devida desimportância e não respondeu a nenhuma das comparações, o vereador desocupado passou a perseguir o ator nas redes.
O truque é baixo: ele posta fotos de Thammy sem nenhuma legenda – legendas ofensivas são sinônimo de processo, e de processo a familícia está cheia – e deixa que seus seguidores, preconceituosos e inescrupulosos como ele próprio, façam o trabalho sujo.
Dito e certo: os comentários às fotos de Thammy são pura transfobia e violência.  As ofensas giram em torno do fato de Thammy ser um homem transexual que teve um filho com sua esposa através de uma inseminação artificial.
Para Carluxo, ser transexual e fazer inseminação é motivo de chacota.Para quem não segue os ditames da ignorância – como seguem Carlos e seu círculo virtual – não é vergonha nenhuma exercer o próprio direito de mudar o sexo biológico.Menos vergonha ainda é constituir uma família – seja por gestação comum, inseminação ou adoção – e cuidá-la com amor e afinco.
A intenção de Carlos Bolsonaro é claramente ridicularizar Thammy Miranda por seu gênero, por suas escolhas, por sua família, mas só o que ele consegue é ridicularizar a si próprio: postar foto de outra pessoa e não se explicar é de uma covardia típica dos Bolsonaro (a julgar pelo exemplo do papai Bozo, que xinga jornalistas e sai correndo quando se sente encurralado).
O que Carluxo não sabe – pela ignorância que também é genética – é que não é necessário injuriar Thammy Miranda em legendas ofensivas para ser passível de processo.
Só o fato de, como pessoa pública, postar foto de outrem sem autorização, ensejaria uma boa indenização (alô, Thammy, procura um advogado!)Se ele não processa, é porque tem mais o que fazer. Ao contrário de Carlos, trabalha, estuda e cumpre seu papel de pai.

Mas isso não significa que a justiça não vem: “Vc realmente não tem um pingo de senso nem noção de onde pisa. Se ele não te processar, processo eu q sou mãe dele. Bossal”, garantiu Gretchen, a mãe coruja do Thammy, ao comentar uma postagem do Zero Dois no Twitter.

“Estou aguardando um posicionamento de homem da parte dele”, Thammy limitou-se a dizer. Acontece que essa gente não tem brio: não adianta expor, apontar, ridicularizar.

Familícia só entende processo, só se emenda quando dói no bolso (como doeu no Danilo Gentilli ao ter que pagar uma indenização à Maria do Rosário, como esquecer?)
Ou isso, ou o vereador desocupado continuará a perseguir gratuitamente Thammy Miranda porque sua frágil masculinidade não suporta sequer ser comparado a um homem transexual – e masculinidade frágil é sinal de não aceitação da própria homossexualidade, dizem.

Honra pro Carluxo – um vereador incompetente, com uma vida pessoal controversa e parte de uma família manchada – ser comparado ao Thammy, um homem honrado que vive a própria vida com dignidade.Digam à dona internet que é o Thammy não merece, nem como meme, ser comparado a alguém tão asqueroso.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!