Trump vai cair por cima de Bolsonaro e dos generais. Por Moisés Mendes

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro e Donald Trump, presidente dos EUA – Alan Santos/PR

Publicado originalmente no Blog do autor:

Por Moisés Mendes

É possível imaginar uma cena aparentemente improvável, mas que poderia acontecer. Trump pediria a um assessor que enviasse um comunicado a Bolsonaro com o seguinte apelo: pare de me apoiar.

Bolsonaro iria responder de forma categórica, como é do seu estilo (mesmo que depois desminta tudo no dia seguinte): estarei com você até o fim.

A conversa terminaria aí ou seria interminável. Trump sabe que chegou ao fim, mas Bolsonaro não sabe. E não sabe que não sabe.

Falta apenas acertar os detalhes de como será esse fim. Se ele aguenta até o dia 20, quando entrega o cargo a Joe Biden, ou se será obrigado a ir embora antes.

Bolsonaro é o último a acreditar em Trump, quando nem mais Trump acredita nele mesmo. Bolsonaro põe o poder da sua ignorância a serviço de uma situação única entre todos os governantes.

Todos os líderes mundiais de direita abandonaram Trump, porque não têm mais nada a ganhar com ele. Mas Bolsonaro continua com Trump.

É assim que Bolsonaro prova mais uma vez, numa circunstância com saída óbvia, que é um estúpido na política. A inteligência política de Bolsonaro é a básica, limitada às suas conexões e mensagens com o seu público.

Bolsonaro não consegue compreender situações minimamente complexas. O apoio a Trump é uma barbeiragem primária. Não há como continuar apoiando um perdedor e muito menos um mau perdedor.

O argumento de que esse apoio mantém seu público interno acordado é fajuto. Bolsonaro não precisaria de tanta estupidez para se comunicar com os 10% do seu eleitorado.

Por isso, aproxima-se o dia em que Trump irá cair por cima de Bolsonaro. E o que vai sobrar de Bolsonaro com o fim do homem que dava segurança à sua retórica fascista, machista, racista, homofóbica, xenófoba?

Em quem Bolsonaro vai se agarrar a partir de agora, se o poder da extrema direita começa a desabar com Trump e já vem desabando ao redor dele na América Latina?

O que será da vida de Bolsonaro, de Juan Guaidó, dos filhos de Bolsonaro, de Ernesto Araujo, dos terraplanistas, de Ricardo Salles, de Tereza Cristina e seus venenos?

Como os generais que ameaçavam a Venezuela sairão desse imbróglio, se Bolsonaro perder poder político no Congresso e ficar dependurado no apoio das Forças Armadas?

Trump está desabando sobre Bolsonaro e também sobre seus generais.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!