TSE suspende monetização de Oswaldo Eustáquio, Allan dos Santos e outros blogueiros bolsonaristas

Os blogueiros bolsonaristas
Os blogueiros bolsonaristas Oswaldo Eustáquio e Allan dos Santos. Foto: Reprodução

O ministro Luis Felipe Salomão, corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu a monetização de uma série de blogueiros bolsonaristas.

Ele bloqueou o financiamento dos canais de Allan dos Santos, Oswaldo Eustáquio e diversos outros apoiadores do presidente.

Entre os valores bloqueados estão doações, pagamento de publicidade e inscrições nas plataformas YouTube, Twitter, Facebook, Instagram e Twitch.

Além dos supracitados blogueiros, também foram alvo da decisão o site Jornal da Cidade On Line, o canal Folha Política, as páginas do Nas Ruas e as redes sociais de Camila Abdo.

Foram mais de 10 alvos, entre eles blogueiros e sites que tiveram seus valores bloqueados.

As plataformas citadas também foram ordenadas a expor os valores auferidos pelos canais.

Leia também:

1 – PF apreende planilha com dinheiro de servidores públicos para Allan dos Santos

2 – Oswaldo Eustáquio também fala fino à PF e alega que pregava intervenção “no voto”

3 – Terça Livre, de Allan dos Santos, é derrubado pela 3ª vez

Blogueiros bolsonaristas têm uma “rede vasta” de fake news

Segundo a decisão do magistrado, “existe uma rede vasta, organizada e complexa para contaminar negativamente o debate político e estimular a polarização”.

Ele considera que veicular fake news ou informações distorcidas extrapola o direito de crítica, protesto, discordância e livre circulação de ideias.

A prática dos canais cuja monetização foi suspensa é “extremamente nociva ao Estado democrático de Direito”, segundo Salomão.

Na decisão, o magistrado ainda argumenta que os blogueiros bolsonaristas têm práticas “ilegais e conspiracionistas, sem nenhum respaldo fático”.

Além de “acusações fantasiosas sem conexão com a realidade dos fatos”.

Ele alega que a decisão se dá para retirar “a possibilidade momentânea de aferição de lucro por meio de desinformação”.

Veja a lista de sites e blogueiros bolsonaristas com financiamento bloqueado:

YouTube: Adilson Nelson Dini – RAVOX, Alberto Junio da Silva 1, Alberto Junio da Silva 2, Bárbara Zambaldi Destefani, Camila Abdo Leite do Amaral Calvo, Emerson Teixeira de Andrade, Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa1), Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa2), Folha Política, Jornal da Cidade On Line, Oswaldo Eustáquio, Roberto Boni – Canal Universo 1, Roberto Boni – Canal Universo 2, Terça Livre;

Facebook: Adilson Nelson Dini – RAVOX, Alberto Junio da Silva, Allan dos Santos, Allan Lopes dos Santos, Bárbara Zambaldi Destefani, Camila Abdo Leite do Amaral Calvo 1, Camila Abdo Leite do Amaral Calvo 2, Emerson Teixeira de Andrade, Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa), Folha Política, Jornal da Cidade On Line, Marcelo Frazão de Almeida, Nas Ruas, Oswaldo Eustáquio 1, Oswaldo Eustáquio 2, Oswaldo Eustáquio 3, Terça Livre.

Instagram: Adilson Nelson Dini – RAVOX, Alberto Junio da Silva, Allan dos Santos, Allan Lopes dos Santos, Bárbara Zambaldi Destefani, Camila Abdo Leite do Amaral Calvo, Emerson Teixeira de Andrade, Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa), Folha Política, Jornal da Cidade On Line, Marcelo Frazão de Almeida, Nas Ruas, Oswaldo Eustáquio 1, Oswaldo Eustáquio 2, Terça Livre;

Twitter: Adilson Nelson Dini – RAVOX, Allan dos Santos, Allan Lopes dos Santos, Bárbara Zambaldi Destefani, Camila Abdo Leite do Amaral Calvo, Emerson Teixeira de Andrade, Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa), Fernando Lisboa da Conceição (Vlog do Lisboa2), Folha Política, Jornal da Cidade On Line, Marcelo Frazão de Almeida, Nas Ruas, Oswaldo Eustáquio, Roberto Boni – Canal Universo, Terça Livre.

Twitch.TV: Terça livre e Vlog do Lisboa.

Leia a decisão na íntegra: