Tucanos querem Alckmin na disputa pela prefeitura de SP em 2020. Por Kennedy Alencar

Geraldo Alckmin no Jornal da Globo. Foto: Reprodução/Globo

PUBLICADO NO BLOG DO KENNEDY ALENCAR

No PSDB paulista, há uma corrente que deseja lançar o ex-governador Geraldo Alckmin candidato à Prefeitura de São Paulo no ano que vem, caso o atual titular, Bruno Covas, não possa concorrer.

Caciques tucanos avaliam que a reeleição de Covas, que já seria complicada, ficou mais difícil com a doença. Ele faz tratamento contra um câncer. A depender da recuperação, ele não teria como participar da campanha.

O grupo que defende a alternativa Alckmin é adversário interno do governador do Estado, o tucano João Doria. Nos bastidores, há rumores de que Doria prefere apostar em Joice Hasselmann, que deixaria o PSL rumo ao PSDB até março para disputar a prefeitura.

No entanto, se Alckmin topar concorrer, Doria teria dificuldade para barrá-lo. Há mal-estar entre os dois, que foram próximos no passado. Alckmin se sente traído pelo comportamento de Doria na eleição de 2018, quando o atual governador pegou a onda Bolsonaro. O atual governador incentivou o voto “Bolsodoria”.

Uma eventual vitória de Alckmin na campanha paulistana poderia ser um empecilho para os planos presidenciais de Doria devido a essa mágoa no armário. Tucanos dizem que Alckmin poderia dar corda a uma eventual candidatura do apresentador de TV Luciano Huck em 2022.

*

Isso aí

É salutar para a política e a sociedade a demonstração de solidariedade de adversários de Bruno Covas. Em tempos de intolerância, trata-se de um bom exemplo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!