Um país está no inferno quando o presidente da República tem como conselheiro Silas Malafaia

Malafaia na UTI com Bolsonaro

Jair Bolsonaro tem um novo guru.

Segundo Flávio Bolsonaro, seu pai segue os ensinamentos de Silas Malafaia.

O Zero 1 deu a informação na CPI da Covid, no Senado Federal.

“Se querem ouvir alguém que dá conselho ao presidente da República, vou dar o nome: chama o pastor Silas Malafaia aqui. Esse fala quase diariamente com o presidente e influencia o presidente”, disse, como sempre tentando tumultuar a comissão.

Sai de cena Olavo de Carvalho e entra um dos empresários da religião mais descompensados do país, um homem que montou fortuna à base de muito ódio e pouco amor cristão.

Dono da Assembleia de Deus alguma coisa em Cristo, Malafaia defende a cloroquina, detona o lockdown e espalha fake news sobre a doença.

Ele tem um bom exemplo a seguir na Bíblia.

Aitofel foi um dos conselheiros pessoais de Davi que virou traidor ao se unir a Absalão, filho do rei, para dar um golpe de estado.

Quando um conselho que deu a Absalão foi rejeitado, ficou amargurado e se enforcou.

Dante Alighieri o colocou no inferno.