Um tributo à editora Cosac Naify

image

O texto abaixo é de Isabela Lapa, do site Universo dos Leitores, no qual ele foi publicado originalmente:

Eu sempre fui fã da Cosac Naify e quem acompanha o blog sabe disso. Na minha opinião, enquanto alguns publicam bons livros, a Cosac se destaca por publicar apenas e tão somente ótimos livros. A equipe é composta por profissionais que se preocupam com tudo: tradução, edição, ilustração, trabalho gráfico e muito mais. Sem dúvida um time que faz livros para quem entende de livros e, principalmente, para quem ama livros.

Na última segunda-feira, dia em que eu postei aqui no blog a resenha do livro Novelas Extraordinárias, do Miguel Cervantes, e recebi da Amazon o box Contos Completos, do Lev Tolstói, um único pensamento passava pela minha cabeça: como pode uma editora ser tão incrível e cuidar tanto de cada trabalho, pensar em cada detalhe e ter tanto respeito pelos leitores?

Esse pensamento permeava a minha mente quando acessei o Facebook e me deparei com a triste notícia de que a editora está fechando as portas. A primeira coisa que pensei foi: só pode ser mentira! Mas não, não era! Acessei o site e li a íntegra da reportagem realizada com o editor Charles Cosac. Quanto mais eu lia, mais eu me emocionava. Cada uma das palavras ditas por ele fez com que eu concluísse que o que estamos perdendo não é apenas uma editora que se destaca pelo catálogo incrível e pelas edições impecáveis. Estamos perdendo, na verdade, uma editora que realiza um trabalho honesto, que possui uma equipe que ama o que faz, e que é coordenada por pessoas íntegras o suficientes para encerrar as atividades sem fugir dos seus ideais, sem se render ao comum, e sem fazer o que tantos fazem que é simplesmente “publicar o que vende para ocupar a lista de best-sellers.”

Foram sinceras e singelas as palavras do Charles Cosac ao dizer: “Eu vejo a editora se descaracterizando, se afastando daquilo que fez dela tão querida, e prefiro encerrar as atividades buscar uma solução que possa comprometer seu passado.”

Sem dúvida o mercado editorial está sofrendo uma grande perda. Uma perda lastimável, que com certeza causará tristeza em muitos leitores apaixonados e em vários escritores que sempre sonharam em ver os seus livros publicados por lá. Neste momento, diante de toda a emoção que sinto, só posso dizer que mesmo triste me sinto orgulhosa por saber que algumas pessoas ainda possuem ideais consolidados e acreditam no que fazem a ponto de saberem o momento de parar para conservar um legado.

Só posso dizer obrigada Cosac, por todo o trabalho impecável e por me permitir conhecer tantas obras inesquecíveis e tantos autores diferenciados.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!