URGENTE: STF tem maioria para plenário analisar anulação de condenações de Lula

Fachin

Com maioria formada nesta quarta (14), o caso de Lula relativo à incompetência da Justiça Federal do Paraná e anulação das condenações será julgado pelo Plenário do STF.

O julgamento ocorre após decisão monocrática do ministro Luiz Edson Fachin, que declarou Sergio Moro incompetente para julgar casos do ex-presidente e anulou as condenações – tornando-o elegível em 2022 para a Presidência da República.

Foram 7 votos a favor dos 11 ministros.

O ministro também extinguiu 14 processos que questionavam a conduta da Justiça Federal do Paraná.

Não entraram no mérito se validam, ou não, a decisão sobre a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Amanhã tem mais.

A pressão da Globo funcionou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!