Vários são os casos de negros condenados injustamente, mas Robinho é indefensável. Por Djamila Ribeiro

Robinho. Foto: Santos FC

Publicado originalmente no Instagram da autora:

Por Djamila Ribeiro

Ao longo da história são vários os casos de homens negros condenados injustamente por alegações falsas de supremacistas brancas, o homem negro é criminalizado na nossa sociedade, sem dúvidas, sobretudo quando diz respeito à Lei de Drogas.

Porém, em nome de todos aqueles condenados injustamente, não podemos jamais aceitar e fechar os olhos para homens como Robinho, condenado por estupro e, em gravações vazadas, mostrando um completo desprezo pela mulher violentada, de uma misoginia de embrulhar o estômago.

Ainda por cima se diz perseguido e diz que vai fazer um gol para homenagear Bolsonaro, que, entre tantos absurdos, já disse coisas como “não te estupro porque você não merece”. Um presidente que cortou orçamento para políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher.

Vejam a identidade política de Robinho.

É um completo disparate querer defender o indefensável.

É tão somente mostrar desprezo por mulheres.

É ignorar a cultura do estupro e suas consequências na vida das mulheres.

É criminoso.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!