Veja o VÍDEO em que diretor da Odebrecht conta como e por que pagava propina a Serra

Em delação premiada, o ex-diretor de Infraestrutura da Odebrecht em São Paulo, Carlos Armando Paschoal, contou em detalhes como pagou propina a José Serra em troca de um acordo para liberar créditos do governo de São Paulo, incluindo a Dersa, responsável pela obra do Rodoanel.

Ele diz que esteve na Dersa em dez ocasiões, entre 2008 e 2010, período em que Paulo Vieira de Souza era diretor de engenharia da estatal.

Ligado ao PSDB paulista, Vieira de Souza foi apontado em delações de ex-executivos da Odebrecht e da OAS e do operador Adir Assad como destinatário de propinas provenientes de contratos de obras viárias em São Paulo.

Paschoal dá o nome do operador de Serra, o ex-banqueiro Ronaldo Cezar Coelho.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!