VÍDEO: Aliado de Bolsonaro, dono de uma das maiores transportadoras do país confessa locaute

O empresário Emílio Dalçóquio virou um dos protagonistas da greve dos caminhoneiros.

Ele é dono da Dalçóquio, uma das maiores transportadoras do país, com sede em Santa Catarina.

Em vídeo que circula na internet, ele aparece num palanque, dizendo o seguinte: “Se houver caminhões da Dalçóquio por aí, pode meter fogo”.

O grupo emitiu uma nota afirmando que a posição de Emílio é de “cunho único e exclusivamente pessoal” (a velha picaretagem do “quem está falando aqui é o cidadão, não eu mesmo”).

A companhia entende e apoia “o momento de União Nacional, na busca de uma nova política de preços dos combustíveis, dentre outros pleitos mais, o que se faz necessário, dada a realidade deste destacável setor da economia”.

É locaute. É crime.

A Piauí falou da ligação de Dalçóquio com Bolsonaro:

“Se por um lado não há sinal de movimentos sociais, por outro são fortes os indícios de apoio ao pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro e palavras de ordem de ‘Intervenção Já’. Citando a reivindicações econômicas da classe, Habacuque afirmou que a força do movimento está em ‘não ser político’. Ele mesmo, porém, já foi candidato a deputado federal em 2014, pelo PSL, o mesmo partido de Bolsonaro, e não esconde o apreço pelo pré-candidato. ‘Sabe que todo caminhoneiro vota no Bolsonaro, né?’, disse. ‘É porque o plano dele para nossa classe é claro. Ele vai nos valorizar e cuidar da segurança.’ E onde está esse plano? Segundo o líder do bloqueio em Barueri, o responsável por essa parte do programa de governo de Bolsonaro é o empresário Emílio Dalçóquio, dono de uma transportadora em Santa Catarina com frota de 600 caminhões, e que apoia publicamente o movimento e a candidatura do militar reformado. Procurado, o empresário não atendeu ao pedido de entrevistas até a publicação desta reportagem”.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!