VÍDEO: Ao sugerir tiro na cabeça, João Vicente abre polêmica desnecessária com Prior, que aproveita onda para surfar

 

Quem conhece o ator João Vicente sabe que ele não falava sério quando sugeriu que o ex-BBB Felipe Prior levasse um tiro na cabeça pelas manifestações que fez durante o programa da Globo.

Ele mesmo diz que brincava.

A manifestação infeliz foi em uma live com a médica Marcela McGowen, que no programa aparecia tentando civilizar o concorrente.

Mas logo depois, diante da repercussão negativa da fala, João Vicente tratou de explicar.

Disse que frases desse tipo não devem ser pronunciadas nem como gozação.

E não devem mesmo, embora o passivo ético de Prior seja gigantesco.

No programa de televisão, ele justificava a agressividade contra mulheres com um argumento infantil: Se ele grita com a mãe, pode gritar com qualquer outra mulher.

“Sou bocudo”, diz, num vídeo em resposta a João Vicente.

Formado em arquitetura pelo Mackenzie, Prior é mais do que isso. Foi investigado pela Polícia Civil depois de representação de três mulheres por estupro e tentativa de estupro.

A Delegacia da Mulher em São Paulo sugeriu o arquivamento do inquérito, supostamente por falta de provas.

Mas os promotores Danilo Romão, da 7ª Promotoria Criminal, e Fernanda Moreti, da Promotoria da Violência Doméstica, não concordaram, e há cerca de um mês e meio encaminharam a denúncia ao Poder Judiciário.

O caso tramita em segredo de justiça.

Abaixo, o vídeo com a resposta de Prior, que na rede social tem recebido apoio, sobretudo daqueles que também apoiam Jair Bolsonaro.

 

 

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!