VÍDEO: Bolsonarista Mão Santa, cassado quando governador por corrupção, ataca bispo e o chama de homossexual

Mão Santa inaugura placa para Bolsonaro

Mão Santa (DEM), prefeito de Parnaíba, no Piauí, criticou o bispo daquela cidade, Dom Juarez Sousa da Silva, por ter assinado manifesto com seus colegas criticando Bolsonaro.

“É um pecado pior do que a Inquisição”, afirma.

O cafajeste ainda afirma que Dom Juarez “é PT”, “não gosta de mulher e é da banda de lá”.

Na convenção de seu partido, Mão Santa contou com a omissão do senador Ciro Nogueira, a que se dirigia quase que exclusivamente.

Dom Juarez é convalescente de covid-19. Já a doença de Mão Santa é incurável.

Recentemente, ele inaugurou uma placa chamando Bolsonaro de “líder ungido por Deus”, “que livrou o Brasil do comunismo e da corrupção”.

No início da pandemia, viralizou num vídeo que orientando a população a beber água “de meia em meia hora” para “matar o coronavírus”.

O picareta foi o primeiro governante de um estado brasileiro a ser cassado pelo TSE por abuso de poder político e econômico.

O tribunal o declarou inelegível por três anos, a contar de outubro de 1998.

Dom Juarez tem incomodado esse gestor inescrupuloso… Em tempos sombrios, pessoas como o bispo viram alvo! Na fala desse senhor: mágoa, ódio, vingança, mentira, arrogância…

Posted by Tacyane Machado on Sunday, September 6, 2020

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!