VÍDEO: Bolsonaro mente que “Oxford encontrou fortes indícios de que ivermectina previne covid”

Presidente mente sobre estudo da Universidade de Oxford sobre a ivermectina. Foto: Reprodução

Nesta quarta (23), no cercadinho com o gado, o presidente mentiu que a Universidade de Oxford “encontrou fortes indícios de que ivermectina previne covid”.

É mentira.

A pesquisa identificou uma redução da replicação do vírus em estudos laboratoriais preliminares.

Isso não significa que o resultado será similar ou há garantia da eficácia em testes clínicos.

O mesmo estudo, chamado de Principle, já provou que os os antibióticos azitromicina e doxiciclina são ineficientes contra covid.

Mais cedo, bolsonaristas estavam comemorando o anúncio e chamando quem se opõe ao “tratamento precoce” de “negacionista”.

Mesmo assim, o presidente narra como se houvesse algo conclusivo neste sentido.

Para ele, ou há “fortes indícios” de prevenção ou “é salutar” contra a doença.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!