VÍDEO: Bolsonaro poderia ajudar quem tem fome sem humilhação, diz prefeito de Araraquara

Prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT). Foto: Reprodução

Nesta quinta (29), o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), criticou Bolsonaro por usar uma doação de alimentos da CEAGESP para a cidade que implantou lockdown.

Ele ressaltou que a cidade atende a população por meio de uma rede de assistência social e políticas públicas:

“Tudo isso é feito todos os dias, não em um dia, para criar imagem”.

O prefeito criticou a exposição das famílias pelos autores da ação e por Bolsonaro.

O presidente usou da ação da companhia para criticar o prefeito por supostamente deixar o povo “vitimado pela política do ‘fique em casa que a economia a gente vê depois’”.

No mesmo dia, Bolsonaro ainda disse que Edinho “vai levar cidade à miséria”.

“Agradeço qualquer ação na minha cidade de combate à fome. Nós já estamos fazendo isso, e não é de hoje (…). Mas o presidente Jair Bolsonaro poderia fazer isso sem humilhar as pessoas, sem que elas ficassem em uma fila indiana por horas, no meio da rua, de madrugada, ou durante o dia, debaixo do sol, sem água, para pegar uma sacola de alimentos”, disse Edinho à Coluna de Mônica Bergamo na Folha.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!