VÍDEO: Chanceler da Colômbia nega ter sugerido aliança militar com Bolsonaro para intervir na Venezuela

 

O ministro de Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, desmentiu notícia da Folha de S.Paulo de que seu país estaria disposto a apoiar uma intervenção militar na Venezuela feita por Jair Bolsonaro.

A declaração foi lida nas redes sociais.

A Folha mantém o que chamou de “apuração” sobre esse apoio colombiano a uma ação contra Maduro.

O governo Bolsonaro nem começou e já estamos às voltas com um incidente internacional.

O que falou Trujillo:

“O Ministério das Relações Exteriores, em nome do governo da Colômbia, rejeita e nega as versões que foram publicadas hoje pelo jornal Folha de S.Paulo sobre uma suposta e inexistente sugestão da Colômbia ao presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, para derrubar o governo de Nicolás Maduro através de uma intervenção militar.

O governo do presidente Iván Duque, como ele já expressou repetidas vezes, mantém uma tradição não-bélica e busca, por meio de ações políticas e diplomáticas regionais e multilaterais, contribuir para a criação de condições para que, mais cedo ou mais tarde, o povo irmão da Venezuela possa viver novamente com democracia e liberdade”

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!