VÍDEO: Cidadã de bem se recusa a usar máscara em supermercado e diz que daqui a pouco não poderá nem hastear bandeira

Esta cidadã de bem foi impedida de entrar em um supermercado na Vila Mariana, em São Paulo. E fez um discurso bizarro na porta do estabelecimento.

Disse que tem o direito de entrar sem máscara no supermercado — ignorando que isso fere o direito do outro de viver em segurança.

A moça também ofendeu o gerente do estabelecimento.

Chamada, a PM estava perto e, ao fim e ao cabo, ela não entrou.

A lei tem que ser cumprida e vale para todos. A cidadã de bem ignora que o decreto assinado pelo governador tem força de lei, pois é amparada em legislação regular, como já decidiu o STF.

Como já disse Paul Valéry, pensador e poeta francês, ä ignorância oscila entre a extrema ousadia e a extrema timidez.

No Brasil de Bolsonaro e que já foi de Olavo de Carvalho (hoje ele vive nos EUA), a ignorância vive uma fase de extrema ousadia.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!