VÍDEO: ‘Desculpa por não ter protegido você’, diz pai de Henry 30 dias após assassinato do menino de 4 anos

Leniel e Henry Borel. Foto: Reprodução

Horas antes da prisão de Jairinho e Monique, padrasto e mãe de Henry Borel, o pai do menino de 4 anos lamentou o assassinato da criança e lembrou do último abraço.

“Nunca vou esquecer de cada minuto do nosso último final de semana juntos. Deixar você bem, cheio de vida, com todos os sonhos e vontades de uma criança inocente. Desculpe o papai por não ter feito mais, lutado mais e protegido você muito mais”.

A publicação foi feita na madrugada desta quinta (8), data em que se completam 30 dias desde a morte da criança.

Citando o Salmos 37, Leniel Borel de Almeida Junior escreveu:

“Confiamos que Deus fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia”.

Junto do texto, o pai de Henry publicou um vídeo da criança:

O garoto foi morto durante um fim de semana que passou com a mãe e o padrasto, presos hoje (8).

A investigação da Polícia Civil descobriu que Henry sofria tortura, com socos e chutes, de Jairinho.

As agressões eram do conhecimento da mãe desde fevereiro.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!