VÍDEO – “É como se fosse minha filha”, disse Damares sobre Sara Winter

Sara Winter e Damares Alves, ou Comichão e Coçadinha (Foto: Reprodução/Twitter)

Em um vídeo gravado durante a campanha eleitoral de 2018, Damares Alves, a ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, chamou a extremista Sara Winter de “filha” e disse ter orgulho da então candidata a deputada federal.

Na gravação, Damares afirmou que ela atuaria em “defesa da vida”.

Neste domingo (16), Sara Winter revelou o endereço da unidade de saúde em que aconteceria o aborto legal da menina de 10 anos, que engravidou após ser estuprada pelo tio, e divulgou também o nome da criança.

No mesmo dia, Damares começou uma campanha para pressionar a menina a levar a gravidez forçada adiante. Não satisfeita, a ministra enviou na quinta-feira “emissários” à cidade capixaba.

O uso político que as duas fizeram do caso resultou no protesto de bolsonaristas “pró-vida” em frente ao hospital onde foi realizado o aborto.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!