VÍDEO: Em Cannes, Kleber Mendonça Filho culpa Bolsonaro por mortos na pandemia e critica “desprezo pela cultura”

Kleber Mendonça Filho denuncia Jair Bolsonaro em Cannes. Foto: Reprodução

No Festival de Cannes, Kleber Mendonça Filho usou seu espaço para denunciar o governo Bolsonaro ao mundo.

Segundo o cineasta brasileiro, cerca de 350 mil vidas poderiam ter sido salvas na pandemia caso o mandatário agisse corretamente e criticou o que chama de “desprezo pela cultura”.

“A Cinemateca Brasileira está fechada há mais de um ano. 90 mil títulos, 230 mil rolos de filmes e fitas televisivas. Todos os técnicos e especialistas foram demitidos. E essa é uma clara demonstração de desprezo pela cultura e pelo cinema”.

Logo depois, o cineasta americano Spike Lee inclui Jair Bolsonaro na lista de gângsteres que comandam nações, ao lado de Donald Trump e Vladimir Putin.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!