VÍDEO: Em meio a ataques a Castillo e a Cuba, Keiko Fujimori admite derrota na eleição peruana

Em meio a ataques contra o adversário Pedro Castillo e a Cuba, a candidata de direita Keiko Fujimori finalmente admitiu nesta segunda-feira (19) a derrota na eleição presidencial do Peru.

Em seu discurso, Fujimori declarou que vai reconhecer os resultados da eleição peruana “porque é o que a lei e a Constituição determinam”.

A candidata disse ainda que o rival socialista venceu de maneira “ilegítima”, e prometeu mobilizar seus apoiadores.

“O comunismo não chega ao poder para soltá-lo (…) Estou totalmente segura que os peruanos não vão permitir que Pedro Castillo e Vladimir Cerron convertam o Peru em Cuba ou Venezuela”, disse.

Castillo ganhou o segundo turno de 6 de junho com 44.000 votos de diferença, mas o resultado oficial foi adiado devido a diversos recursos apresentados por Fujimori com o objetivo de anular algumas cédulas por suposta fraude.

Hoje mais cedo, a autoridade eleitoral do Peru informou que anunciará o vencedor da eleição nesta semana, após rejeitar os últimos apelos da candidata conservadora.

Veja: