VÍDEO – Eurodeputado diz que Bolsonaro “declarou guerra aos pobres” e é “o responsável” pelas mortes na pandemia

Durante sessão do Parlamento Europeu na última quinta-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi acusado formalmente de crime contra a humanidade, devido à crise sanitária vivida pelo Brasil na pandemia do coronavírus.

A denúncia será encaminhada ao Tribunal Penal Internacional, com sede em Haia, na Holanda.

Na reunião, o discurso mais contundente foi o do eurodeputado Miguel Urbán Crespo, do partido de esquerda espanhol Podemos, que afirmou que Bolsonaro “declarou guerra aos pobres, à ciência, à vida e à medicina”.

Ele lembrou que o Brasil concentra 12% das mortes e 10% dos contágios por covid-19 no mundo, e responsabilizou o presidente pelo péssimo desempenho no combate ao vírus.

“Esta crise não é apenas sanitária, mas tem causas políticas. E no Brasil estas causas têm um nome e um responsável: o governo Bolsonaro”, declarou.

O eurodeputado ainda denunciou o projeto aprovado pelo ex-capitão que permite a compra de vacinas por empresários. “Uma clássica estratégia neoliberal de deixar morrer os serviços públicos para tratar o mercado como a única solução de emergência diante da crise”.

Segundo Crespo, trata-se de uma “autêntica vergonha” a União Europeia continuar negociando um acordo comercial do Mercosul com Bolsonaro.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!