VÍDEO: Grande mídia da Bahia tenta culpabilizar mestre de capoeira assassinado. Por Nathalí Macedo

A jornalista Nathalí Macedo denuncia a tentativa da grande mídia baiana, comandada por ACM Neto, de culpabilizar Moa do Katendê por ter sido assassinado.

O mestre de capoeira foi morto a facadas por um eleitor de Bolsonaro num bar em Salvador, após declarar que apoiava Fernando Haddad.

A grande maioria das manchetes na Bahia afirmam que o assassinato de Moa foi fruto de uma discussão política, levando a crer que ele teria, de alguma forma, incentivado tal ato.

Dê uma conferida:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!