VÍDEO: Inspiração de monumento de Deltan veio de Villa, que propôs “estátua” de Moro nos “6500 municípios brasileiros”

Deltan Dallagnol

O Intercept revelou que Deltan Dallagnol, o Wesley Safadão do Ministério Público, idealizou um monumento à Lava-Jato como estratégia de marketing.

Foi pedir o apoio do então juiz Sergio Moro, que respondeu que “poderia a iniciativa toda soar como soberba”.

Na egotrip de Deltan, a coisa seria assim: “Algo como dois pilares derrubados e um de pé, que deveriam sustentar uma base do país que está inclinada, derrubada. O pilar de pé simbolizando as instituições da justiça. Os dois derrubados simbolizando sistema político e sistema de justiça…”

Gênio.

Isso foi em 2016.

A fonte de inspiração pode ser sido o historiador tucano Marco Antonio Villa, num acesso de lambeção de saco dos próceres da República de Curitiba ao lado de Joice Hasselmann.

Em 2015, no canal do YouTube da Veja, Villa afirmou que “os 6500 (sic) municípios brasileiros” teriam “uma estátua” de Moro porque o trabalho dele e dos procuradores era “vital”.

Etc etc.

Villa perdeu o emprego na Veja, na Jovem Pan e é hoje um refugiado do bolsonarismo, desgraça que ajudou a criar ao longo de anos e anos de pregação de ódio e ignorância.

Abaixo, a partir do minuto 3, a sandice.

 

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!