VÍDEO: Malafaia diz que procurador que investiga Ana Paula Valadão por homofobia está “a serviço do ativismo gay”

Dono da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, o pastor Silas Malafaia invoca o princípio constitucional da liberdade de expressão para defender Ana Paula Padrão. “É inviolável, o Ministério Público não pode interferir”, disse, após chamar o procurar decidiu investigar Ana Paula Padrão, pastora e cantora evangélica, de estar a “serviço do ativismo gay”.

Em 2016, numa reunião da igreja ela disse que a Aids era o castigo de Deus para homossexuais.

Se o raciocínio de Malafaia estiver correto, amanhã alguém poderá defender o nazismo e o genocídio que praticou contra judeus, ciganos e homossexuais.

A liberdade de expressão é um bem precioso, mas não absoluto.

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!