VÍDEO – Miriam Leitão defende Dilma, que foi torturada: “Bolsonaro se diz cristão e ri do sofrimento humano”

Miriam Leitão defende Dilma de ataques de Bolsonaro. Foto: Reprodução/GloboNews

A jornalista Miriam Leitão, da Rede Globo, saiu em defesa da ex-presidente Dilma Rousseff depois dos ataques baixos do presidente Jair Bolsonaro, que cobrou um “raio-x” para saber se ela foi mesmo torturada.

“Tive diferenças com a presidente na crítica econômica que fiz ao governo dela, mas sou solidária”. Miriam lembrou dos mortos da ditadura militar, como Rubens Paiva e o também jornalista Vladimir Herzog, que era presidente na TV Cultura.

Miriam Leitão também disse que defendeu a prisão de Bolsonaro quando ele discursou exaltando Brilhante Ustra no voto pelo impeachment fraudulento contra Dilma. “Ele estava cometendo crime ali. Exaltando a tortura”.

E fez seu discurso para que as novas gerações não esqueçam o que foram as torturas da ditadura militar. Ela foi torturada naquele período.

Finalizou com a seguinte frase:

“E esse é o presidente Bolsonaro. Se diz cristão e ri do sofrimento humano”.

Veja.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!