VÍDEO: na CNN, Waack interrompe transmissão de entrevista Bolsonaro após mentiras

Reprodução

Nesta quinta-feira (08) em entrevista à CNN, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi interrompido pelo jornalista William Waack após dar informações sem base científica sobre aglomerações e máscaras.

“Você pode ver aqui, alguns vão me criticar porque estou sem máscara. Bate em uma mesma tecla o tempo todo”, disse o presidente após o ministro Luís Roberto Barroso, do STF atender um pedido do Cidadania e determinar que o Senado adote as providências necessárias para a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar eventuais omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Bolsonaro falou também sobre a restrição de cultos presenciais para conter transmissão do coronavírus: “Tem que dar chance do ser humano se recompor, se reconfortar, pegar uma palavra de apoio…”, dizia o presidente antes de ser interrompido.

O STF assentou a constitucionalidade de dispositivo do decreto 65.563/21, do Estado de São Paulo, que vedou integralmente a realização de cultos, missas e outras atividades religiosas coletivas durante a pandemia de covid-19. A decisão foi por maioria, por 9×2.

Confira o vídeo abaixo: