VÍDEO: “Não queremos que outras pessoas obtenham as máscaras”, diz Trump, acusado de “pirataria moderna”

Autoridades de Berlim dizem que 200 000 máscaras foram desviadas para os EUA

Trump respondeu às acusações de “pirataria moderna” por desviar carregamentos de máscaras de seus aliados na Alemanha, França e Canadá.

Para ele, a situação é exatamente o “oposto”.

“Os Estados Unidos estão sofrendo uma grave escassez de equipamento médico, mesmo com as autoridades federais distribuindo milhões de máscaras dos estoques federais”, disse.

Trump não esclareceu exatamente o que ele quis dizer com o “oposto da pirataria”, aparentemente sugerindo que havia alguns fundamentos legais para apreender as encomendas alheias.

No início desta semana, uma remessa de 200 mil máscaras deixou uma fábrica da 3M na China para a capital alemã – apenas para ser confiscada e desviada para os EUA. ,

De acordo com o senador alemão Andreas Geisel, foi um “ato de pirataria moderna”.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que as compras feitas pelo Brasil da China de equipamentos de proteção individual “caíram” depois de os americanos adquirirem um grande volume de produtos.

“Se as pessoas não nos derem o que precisamos, seremos muito duros”, disse Trump. “Você pode chamar isso de retaliação, porque é disso que se trata”.

“Precisamos das máscaras. Não queremos que outras pessoas as obtenham”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!