VÍDEO: O depoimento do pai acusado injustamente por Magno Malta de estuprar a filha bebê

A entrevista foi concedida ao jornalista Ubervalter Coimbra, do site Século Diário. O senador Magno Malta (PR), que é pastor evangélico, acusou o cobrador de ônibus Luiz Alves de Lima de ter violentado a própria filha, então com dois anos. O caso foi em 2009. O acusado passou nove meses preso, período em que foi torturado e perdeu a visão de um olho. Na época, Malta presidia a CPI da Pedofilia, rebatizada de Maus-Tratos, da qual ainda é presidente. O cobrador foi inocentada depois que um exame confirmou que a filha é virgem. Veja o depoimento dele e leia a reportagem do site, que tem muitos detalhes, inclusive uma manifestação do delegado do caso, que ouviu Magno Malta e relatou que ouviu dele que era possível afirmar que teria havido estupro. A prova? A experiência do senador em CPI. Estarrecedor.

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!