VÍDEO: Pastor da Assembleia de Deus defende expulsão das mulheres que usam brincos e correntes

Reginaldo é o nome do cidadão. Pastor, ele mesmo se apresenta como de baixa estatura, mas com as costas largas.

Ele manda na Assembleia de Deus em Paranaguá, cidade litorânea do Paraná. Dia desses, disse que mulheres de cabelos curtos parecem prostituta.

Agora voltou a carga, em outro vídeo, para atacar mulheres que usam brincos e correntes.

Ele disse que igreja tem seus costumes e os costumes precisam ser respeitados.

Sugeriu que mulheres que usarem brincos e correntes devem ser expulsas da igreja.

E ameaçou até aqueles que ocupam funções diretivas na Assembleia de Deus.

“Quem está empossada, a gente desempossa. Até porque o que está ligado na Terra está ligado no céu e o que for desligado no céu nós desligamos na Terra”, afirmou.

No púlpito rodeado de homens, acabou aplaudido.

Assembleia de Deus-Ministério Belém é a igreja do padre Antônio Donizete, que foi manda-chuva da igreja em Mato Grosso do sul até o mês passado, quando se afastou depois de ser flagrado apalpando gostosamente a bunda de uma fiel.

É preciso verificar se recrudescimento da igreja em questões comportamentais ligadas às mulheres não tem a ver com uma culpa implícita que tentam impor às religiosas da Assembleia de Deus pela comportamento de pastores supostamente devassos.