VÍDEO: Pauta Brasil debate desafios das prefeituras, combate à pandemia e construção da democracia

Publicado originalmente no site da Fundação Perseu Abramo

Na segunda-feira, 31 de maio, o programa Pauta Brasil teve mediação de Joaquim Soriano, secretário de Assuntos Institucionais da Executiva Nacional do PT (Snai). Ele conversou com duas prefeitas petistas sobre pandemia e os desafios das gestões municipais perante o sucateamento promovido pelo governo federal: Margarida Salomão e Moema Gramacho, prefeitas de Juiz de Fora (MG) e Lauro de Freitas (BA), respectivamente.

Margarida Salomão abordou a conjuntura atual, as dificuldades da gestão em função do desmanche e desmandos do governo Bolsonaro: “nesse quadro tenebroso o que brilha são as políticas públicas. Momento importante para revisar esse Estado e essas políticas públicas, dando um caráter mais democrático à sua abrangência. Precisamos cobrar nesse momento uma dinâmica democrática do Estado”.

Para a prefeita, além das medidas sanitárias que têm permitido que a cidade sobreviva, com dois milhões de pessoas com apenas 138 leitos de UTI para atender uma multidão que, vem inclusive do Rio de Janeiro. A inovação institucional da sua gestão “tem sido as mesas de diálogo, processos de decisão a partir do debate”. Ela acredita que o momento é de luta contra a pandemia e a favor da democracia.

Para a prefeita Moema Gramacho “não é fácil administrar uma cidade com o desgoverno Bolsonaro”. Para ela, o lema ‘Pátria amada’, deveria ser desamada pátria. “E a crise é aprofundada com a negligência deste governo. Hoje poderíamos estar com 70% da população vacinada e ter evitado as mortes pela negação das vacinas”, denunciou.

Gramacho não deixou de lembrar que, desde o golpe de 2016, os municípios vivem uma situação muito difícil mas que sem os “prefeitos e prefeitas, a situação estaria muito pior”, reafirmando o direito de saírem à frente no enfrentamento da Covid-19.

Lauro de Freitas tem realizado testagem, lockdown por bairros infectados, busca ativa com agentes comunitários, força tarefa de fiscalização dos decretos acertados entre as cidades e o governo do estado. “De forma suprapartidária fizemos isso. Cuidamos da pandemia e da economia, geramos postos de trabalho, auxiliamos o comércio local e já avançamos em vários grupos de risco na vacinação”, contou.

Para a prefeita, Bolsonaro “brincou com a vida do povo” e espera ação do Congresso Nacional com aprovação de recursos para que os municípios façam seus investimentos e para temas como “o parcelamento da dívida da Previdência, que possamos adquirir vacinas, manter as políticas sociais locais. Não queremos cestas básicas, precisamos de políticas estruturantes.”

O enfrentamento da pandemia apesar da negligência de Bolsonaro e o necessário fim deste governo, assim como a primeira manifestação de rua pedindo o fim deste governo também foram temas do programa. Joaquim Soriano também informou que a Snai irá realizar novas rodadas entre prefeitos, “para troca de experiências” e construção de alternativas.

Assista abaixo: