VÍDEO – Polícia espanca brasileiras no Carnaval em Lisboa: fascismo também em Portugal

O texto abaixo é de Tai Barroso, que nasceu no Rio de Janeiro e mora em Lisboa. Ela trabalha com edição editorial, segundo informa no Facebook. Ela viu a policia agredir e prender outra mulher, durante o Carnaval na capital portuguesa. Decidiu intervir e acabou apanhando também.

Este é o seu texto:

“Eu ontem fui agredida pela polícia portuguesa. Estavam agredido uma mulher, na frente de um público grande e carnavalesco. Hoje eu acordei com a dor e certeza que esse país vai ser engolido pelo fascismo. Não vai ter resistência. Vão assistir a violência de camarote, com medo. A essa menina que eu não sei quem é, as minhas desculpas. Eu não consegui. O estado é covarde. As pessoas são covardes.”

Tai

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!