VÍDEO: prefeito bolsonarista que quer expulsar morador de rua deu cargo de quase R$ 10 mil para a mulher

Edivaldo gravou vídeo defendendo o nepotismo

O prefeito de Monte Mor (SP), Edivaldo Antônio Brischi (PTB), o mesmo que quer expulsar os moradores de rua da cidade, colocou a mulher, Elaine Ravin Brischi, como Secretária de Desenvolvimento Econômico e Social da cidade com salário de R$ 9,7 mil.

Bolsonarista, Edivaldo ganhou fama no Brasil nessa semana ao gravar vídeo dizendo que vai mandar os moradores de rua de Monte Mor para outras cidades. Afirmou que não quer ver sua cidade virar um lixo.

A mesma perplexidade não existe em relação à remuneração da mulher.

Em vídeo postado na semana passada, o prefeito explicou a situação.

“A coisa mais natural é que quando um prefeito ganha, levar seu time. Se a minha esposa não estivesse no cargo, estaria outro. Quem fez o salário dela, não sou, o salário já tinha”.

A Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo deu parecer favorável a um recurso apresentado contra a decisão da 1ª Vara Cível de Monte Mor, que julgou improcedente uma ação popular pedindo o afastamento da primeira-dama do cargo.

Em parecer, o Procurador Geral de Justiça, Leandro Pereira Leite, escreveu.

“Elaine possui formação em educação física, o que evidencia a sua falta de qualificação para exercer os cargos para os quais foi nomeada, sendo certo que a nomeação se tratou de nepotismo e, portanto, ato ímprobo que merece ser desconstituído. Ante o exposto, opino pelo provimento do recurso”.

O processo está previsto para ser julgado na segunda, 19, pelo Tribunal de Justiça – caso o TJ-SP concorde com a Procuradoria, Edivaldo, antes de expulsar os moradores de rua, terá de expulsar a própria mulher da prefeitura.